terça-feira, 1 de maio de 2012

As máquinas de venda mais estranhas do mundo

As máquinas de venda mais estranhas do mundo
Foi-se o tempo que as únicas máquinas automáticas de venda conhecidas eram as de refrigerantes ou batata-frita. Com a tecnologia atual, dá para enfiar qualquer coisa dentro de uma máquina dessas e vender aos interessados, bastando para isso que eles disponham de dinheiro ou cartões de crédito. Mas a coisa passou do limite de um jeito que os mais inusitados produtos passaram a ser adquiridos nesse esquema self-service.
De brinquedos sexuais a bicicletas, toda sorte de produto pode ser adquirido nessas estranhas máquinas de venda. O gosto duvidoso desses aparatos não os impede de serem instalados em países como China, Inglaterra e Japão e fazer a alegria dos consumidores mais apressados, sempre ávidos em adquirir os mais estranhos produtos em exposição.


1. Máquina de vender caranguejo vivo: apreciadores deste fruto do mar adoraram a idéia de colocá-lo vivo dentro dessa máquina. Afinal, quanto mais fresco o caranguejo, melhor. E ainda mais pagando por ele ainda vivo.

2. Máquina de brinquedos sexuais: perfeita para aquelas pessoas tão tímidas que não se imaginam entrando num sex-shop atrás de acessórios para apimentar a relação. Com essa máquina, basta enfiar o cartão de crédito no local certo (ui!), escolher o brinquedo desejado e pronto: desejo atendido.


3. Máquina de alugar bicicleta: na Holanda, é possível alugar uma bicicleta num processo totalmente automatizado, onde o usuário pega a bike num terminal e a devolve em outro igual. Só não vale usurpar a bicicleta e não a devolver mais.


4. Máquina de vender ouro: essa está instalada em nações mais perdulárias, como Abu Dhabi. Nela, a pessoa pode se sentir achando o pote de ouro no fim do arco-íris: mediante o pagamento pela cotação do dia, é possível adquirir barras ou moedas de ouro com certificado de autenticidade.


5. Máquina de vender maconha medicinal: obviamente essa não está localizada no Brasil. Nos Estados Unidos, é possível adquirir doses pequenas das erva para uso medicinal, desde que se tenha receita médica. Evidentemente, existem aparatos de segurança para evitar o roubo por algum usuário mais empolgadinho.


6. Máquina de descontar raiva: nada de analista ou terapias: o negócio aqui é pagar para quebras pratos, xícaras e gatinhos de porcelana no fundo dessa máquina. Dizem os criadores que a raiva passa na hora. E eu tenho minhas dúvidas quanto a isso.


7. Máquina de baguetes: se existe máquina de vender Ruffles, por que não uma vendendo baguetes? Com a vantagem de levar os famosos pães franceses quentinhos, não sei como a idéia ainda não se espalhou: só existem dua máquinas dessas funcionando. Todas em Paris.


8. Máquina de casamento: considero essa máquina uma versão automatizada e combinada de juiz de paz, padre, festa que ainda fornece um par de alianças de plástico e um recibo simbolizando a união. Em caso de divórcio, sem crise: a máquina dá um cupom de desconto que faz as vezes de papel de divórcio.

9. Máquina de vender sapatos: direcionada para o público feminino, a máquina instalada em várias cidades da Inglaterra vende calçados biodegradáveis por 14 dólares o par. Ainda acompanham uma mochila feita de material natural e certificado de garantia.


10. Máquina de vender carro: aí você vê esse nome e pensa numa máquina vendendo miniaturas ou algo do tipo. Óbvio que não. No Japão, duas máquinas de vendas permitem que o interessado adquira um Smart Fortwo, de verdade. Basta escolher seu modelo favorito (cupê ou conversível) e depositar 20 mil dólares no local apropriado. Mas quem diabos anda com 20 mil doletas na carteira?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique na pagina 5 para visualizar outras posts /\