quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Como tratar e cuidar dos seus dentes


Os dentes são um dos principais elementos que chamam a atenção em alguém, pelo seu bom ou mau estado. Numa situação profissional é muito importante ter uma boa aparência e os dentes influenciam imenso este parâmetro. O Dicas Caseiras vai ajudá-lo(a) a manter uma boa higiene oral, indicar algumas formas de branquear os dentes em casa e ainda falar sobre algumas doenças dentárias.

Definição de dente:
O dente é elemento duro e esbranquiçado constituído por:

Esmalte: Camada externa e dura do dente. Caso não haja uma boa higiene oral, esta camada poderá ser danificada;
Dentina: Camada situada depois do esmalte;
Polpa: Camada mole que se situada logo após a dentina e que é altamente vascularizada por vasos sanguíneos;
Cemento: Camada que recobre a raiz;
Osso alveolar: Osso que sustenta o dente. É uma estrutura mineralizada e serva para proteger e reservar os vasos sanguíneos e linfáticos;
Vasos sanguíneos;
Nervo.

Branqueamento dos dentes:
A cor dos dentes é um factor de que todos se preocupam. Vamos dar algumas dicas de como dar e manter uma boa cor nos seus dentes.

Uma opção é o dentista. É a mais eficaz mas por outro lado a mais cara.

Pode optar por fazer um branqueamento caseiro. A eficácia é menor do que o branqueamento feito por um profissional, mas permite tornar os dentes mais claros e é mais económico. A lista a seguir apresentada contém alguns dos muitos branqueamentos caseiros.

1-Masque ou esfregue directamente nos dentes algumas folhas de Goiabeira ou de Salvia;

2-Escove os dentes, diariamente, com folhas de Juá (árvore típica do nordeste d Brasil);

3-Escovar os dentes com sal;

4-Retire a parte mais espessa de um pacote ou frasco de leite de magnésio e esfregue nos dentes como dedo ou com um algodão, antes de se deitar e depois de lavar os dentes. Após a aplicação não lave os dentes até de manhã – esta dica é mais direccionada às pessoas que fumam e ficam com os dentes manchados devido à nicotina;

5-O limão também é uma boa ajuda. Faça um sumo de limão e esfregue com a escova o sumo nos dentes, durante ± 2 minutos. Após a escovagem lave bem os dentes com água morna. Este processo retira todos os resíduos de alimentos tabaco, etc;

6-Mastigue algumas folhas de salsa antes da lavagem dos dentes;

7-Esmague alguns morangos e, se preferir, misture com a sua pasta dos dentes e escove-os com essa mistura;

8-Produza a sua própria paste dos dentes. Misture meia colher de peróxido de hidrogeno com uma colher de bicarbonato de sódio. (Atenção: Utilize esta paste só se os seus dentes não foram sensíveis. Use apenas uma e uma só vez por semana).

(Para sua segurança, antes de realizar quais quer branqueamento caseiro procure saber a opinião de um Higienista Oral, Dentista ou Auxiliar de Medicina Dentária.)

Pode ainda optar por utilizar dentífricos com poder de branqueamento, mas a eficácia é bastante reduzida.

Doenças orais. Como prevenir?
Já falámos no dicas de algumas dicas para aliviar as dores de dentes, mas também é importante prevenir as doenças orais, as responsáveis pelas dores insuportáveis que por vezes nos afligem. De todas as doenças existentes, decidimos destacar as mais comuns, que são: Cárie, Doença gengival (Gengivite e Periodontite), Sensibilidade dentária e o Tártaro.

O que são as cáries?
A Cárie dentária é uma lesão, por vezes cavitada, com possível perda do esmalte e que afecta os tecidos mineralizados. Manifesta-se, quando num estado não inicial, por uma dor, por vezes insuportável. Quando esta patologia está no início do seu desenvolvimento não tem qualquer tipo de sintoma. O aparecimento de cáries está relacionado com a desmineralização provocada pela acidificação da boca.

Sintomas das cáries:
Alterações da cor do dente;
Dor de dentes aguda, por vezes permanente, que pode afectar toda a região em volta do dente ou só a zona do dente.

Para evitar este tipo de doença temos de adoptar alguns actos preventivos, como por exemplo:

Escove os dentes com um dentífrico portador de flúor, pelos menos duas vezes. Ao deitar deve escovar sempre os dentes, é o momento mais importante;
Utilize fio dentário todos os dias, antes das lavagens;
Ir ao dentista regularmente (de 6 em 6 meses);
Tenha uma boa alimentação;
Evite fumar.

Doença gengival:
Esta doença é uma inflamação das gengivas que pode afectar o osso alveolar, pondo em risco a sustentabilidade do dente. A doença gengival possui dos estádios:

- A Gengivite – fase inicial e reversível. Inflamação provocada pelo crescimento da placa bacteriana no espaço entre o dente e a gengiva. O sintoma principal é o aparecimento de hemorragias durante a escovagem dos dentes.

- A Periodontite – esta é uma fase avançada e irreversível. O osso alveolar fica completamente afectado, formando-se folhas nas gengivas contendo restos alimentares e placa bacteriana.

Sintomas da gengivite e periodontite:
Gengivas com um tom avermelhado e inchadas;
Hemorragia durante a escovagem;
Dentes podem parecer mais compridos devido à recessão da gengiva;
Espaço entre os dentes;
Formação de pus entre os dentes e a gengiva;
Mau hálito e mau sabor na boca, constantemente.

O tratamento é sempre realizado por um profissional de saúde oral, o qual deve consultar na presença dos sintomas.

Para prevenir esta doença leve uma boa higiene oral. Todos os sintomas supracitados na Cárie, servem para este caso.

Sensibilidade dentária:
A sensibilidade dentária é causada pelo desgaste do dente ou da gengiva. Esta doença oral pode ser causada pela exposição das raízes devido à recessão da gengiva.

Sintomas da sensibilidade dentária:
- Sensação de dor ao ingerir alimentos frios e quentes.

A sensibilidade dentária é tratada de várias maneiras. Pode ser utilizando um gel enriquecido com flúor na escovagem dos dentes; dentífricos para dentes sensíveis; aprendo a escovagem adequada dos dentes, pois uma má escovagem pode provocar mais desgasto no dente e, consequentemente, aumentar a sensibilidade; entre outros. Informe-se com o seu dentista.

O que é o tártaro:
O tártaro é uma placa bacteriana que mineralizando, endurece os dentes. O tártaro, para além de ser um problema de saúde oral, é também um problema estético devido à aparência que provoca. Geralmente forma-se acima ou junto da linha gengival. O sintoma mais comum é uma cor amarelada/acastanhada dos dentes.

Para prevenir o tártaro deve realizar uma correcta escovagem dos dentes, utilize o fio dentário. Uma vez tendo tártaro, só o poder remover com a ajuda de um especialista em saúde oral. Não o tente tirar sem a ajuda deste, poderá piorar a sua situação.

Agora já sabe como prevenir as maiores doenças dos dentes e como deixar a sua boca mais limpa e saudável.
Não se esqueça de levar uma vida activa e com uma alimentação saudável.
Previna e sorria!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Clique na pagina 5 para visualizar outras posts /\